Carnaval autêntico VS Carnaval-espetáculo: existe mesmo essa dicotomia? (por Gabriel Deslandes)

Os críticos da cultura de massa costumam enxergar no carnaval do Rio o dilema da espetacularização. O modelo de espetáculo carnavalesco seria problemático devido à sua natureza cênica, entendendo a separação entre o palco (onde se apresentam os artistas) e a plateia leiga como uma assimetria nas relações sociais. A representação artística no palco se … Continuar lendo Carnaval autêntico VS Carnaval-espetáculo: existe mesmo essa dicotomia? (por Gabriel Deslandes)

Anúncios

O que significa “ir para a Avenida” (por Gabriel Deslandes)

Quem conhece um pouco a história urbanística do Rio de Janeiro já ouviu falar das reformas instituídas pelo prefeito Pereira Passos no início do século XX, balizadas pelo ideal de “civilização” das metrópoles europeias. O projeto de modernização do Rio deveria fixar a imagem da cidade como vitrine para o novo Brasil republicano. A Cidade … Continuar lendo O que significa “ir para a Avenida” (por Gabriel Deslandes)

Folia em tempos de Bispo e “problematizadores do c* alheio” (por Gabriel Deslandes)

Por séculos, o rito carnavalesco foi associado à celebração da “carne”, confusão e liberdade burlesca. Entre as propriedades fundamentais da festa, estariam o apelo às práticas excessivas, as manifestações espontâneas e não especializadas e os prazeres "perecíveis" e mundanos. O carnaval é o nascer e o morrer num momento limiar de transgressão e excesso, para … Continuar lendo Folia em tempos de Bispo e “problematizadores do c* alheio” (por Gabriel Deslandes)

Paulo da Portela, pioneiro na organização da produção cultural no Brasil (por Gabriel Deslandes)

Nos anos 1920 e 1930, o perfil organizacional mais elaborado marca o surgimento dos blocos carnavalescos no Rio de Janeiro, em contraposição aos cordões e as demais atividades lúdicas espontâneas do carnaval carioca de até então. Eles traduzem o empreendimento de racionalização das práticas culturais, e mantêm a iniciativa de cotização para a compra de … Continuar lendo Paulo da Portela, pioneiro na organização da produção cultural no Brasil (por Gabriel Deslandes)

É impossível estabelecer uma “essência originária” do carnaval (por Gabriel Deslandes)

É impossível estabelecer o que seria uma "essência originária" do carnaval. Muitos estudos buscam nele um "arquétipo" que o tornasse coerente e, assim, imutável ao longo das décadas. Só que esse arquétipo é uma afirmação abstrata, e o carnaval se atualiza na medida em que se transforma a sociedade brasileira. Então, não dá para procurar … Continuar lendo É impossível estabelecer uma “essência originária” do carnaval (por Gabriel Deslandes)

A decisão de Trump ignorar a ONU sobre Jerusalém não traz nenhuma surpresa (por Gabriel Deslandes)

O Partido Republicano dos EUA tem um histórico de décadas de estreita relação com organizações sionistas. Suas bancadas no Senado e na Câmara integram o lobby pró-Israel dentro do Estado norte-americano. As campanhas eleitorais de Trump e de seus parlamentares sempre contaram com o financiamento personalidades e empresas ligadas à AIPAC. Portanto essa decisão de … Continuar lendo A decisão de Trump ignorar a ONU sobre Jerusalém não traz nenhuma surpresa (por Gabriel Deslandes)

Dia Nacional do Samba: resistência de uma civilização (por Gabriel Deslandes)

2 de dezembro. Dia Nacional do Samba, cânone sagrado da civilização brasileira que, neste fatídico 2017, completa 101 anos de existência. Para muito além de um gênero musical ou bailado coreográfico, o mais simbólico dos ritmos nacionais é a referência de todo um complexo sócio-cultural que sobrepõe o próprio universo da música. O Samba é … Continuar lendo Dia Nacional do Samba: resistência de uma civilização (por Gabriel Deslandes)

Sobre o Editorial de Guerra do Jornal Extra (por Gabriel Deslandes)

Para cobrir a caótica situação da segurança pública no estado do Rio, o jornal “popular” da família Marinho – o Extra – criou ontem uma “Editoria de Guerra”. Segundo o editor de redação, “não se pode mais chamar o que ocorre no Rio de casos de polícia, mas devemos tratar pelo nome correto, ‘Guerra’”. Para … Continuar lendo Sobre o Editorial de Guerra do Jornal Extra (por Gabriel Deslandes)

Sobre PSOL, Maduro e “humanismo seletivo” (por Gabriel Deslandes)

Durante os governos do PT, as Forças Armadas brasileiras mandaram tropas para o Haiti, participaram das ocupações de favelas e da instalação das UPPs e foram usadas para repressão de manifestantes durante os leilões de partilha do Campo de Libra. Não vou discutir aqui a natureza dessas operações militares. Quero ressaltar que, a despeito de … Continuar lendo Sobre PSOL, Maduro e “humanismo seletivo” (por Gabriel Deslandes)

Os efeitos econômicos imediatos do ataque dos EUA à Síria (por Gabriel Deslandes)

As coincidências pertinentes ao ataque de Trump sobre a Síria mostram como estudar geopolítica e relações internacionais é, de fato, algo fascinante. O primeiro efeito concreto do ataque foi a subida drástica dos preços do barril de petróleo (WTI/Brent). Agora vejam só: o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, é CEO da Exxon Mobil … Continuar lendo Os efeitos econômicos imediatos do ataque dos EUA à Síria (por Gabriel Deslandes)