O debate em torno do “Estado de Exceção” no Brasil (por Michel Zaidan)

Dois episódios reforçaram muito, nesta última semana, a hipótese já manifestada por outros estudiosos e analistas da política brasileira de que vivemos num “Estado de Exceção”. Esta expressão, criada pelo jurista alemão Karl Schimdt no contexto da situação política alemã, tinha sido empregada pela minha amiga e professora de Direito, Lianna Cirne, quando da repressão … Continuar lendo O debate em torno do “Estado de Exceção” no Brasil (por Michel Zaidan)

Michel Zaidan: O fim da História?

Quando o “muro do Berlim” ruiu, talvez apressadamente demais, houve uma onda de euforia neoliberal que pretendeu retificar a história contemporânea, extirpando dela as páginas dedicadas à experiência socialista. Numa leitura canhestra – influenciada por Alexandre Kojeve- da filosofia da História de Hegel, apareceu um profeta nissei  chamado Francis Fukuyama que prognosticou o fim da … Continuar lendo Michel Zaidan: O fim da História?

Ministro Jungmann “pede presídio” para aparecer! (por Michel Zaidan)

Como é que um idiota que não tem sequer um curso superior concluído vai "pedir" mais um presídio para Pernambuco, em vez de mais escolas, mas centros integrados para a juventude, mais lazer e equipamentos sociais, etc. Num momento em que o CNJ, em parceria com os estados está implantando as audiências de custódia para … Continuar lendo Ministro Jungmann “pede presídio” para aparecer! (por Michel Zaidan)

Não se trata de impotência estatal , trata-se de uma biopolítica posta com a conivência das classes abastadas, e o medo da classe média (por Michel Zaidan)

Nunca me esqueci da frase, pronunciada por um delegado da polícia civil, em debate radiofônico sobre a criminalidade no país. Segundo a autoridade policial, a nossa sociedade é criminógeno, ou seja, ela produz o crime e o criminoso e os tipos penais que definem o crime. Não precisaria ir tão longe, no "nascimento da biopolítica" … Continuar lendo Não se trata de impotência estatal , trata-se de uma biopolítica posta com a conivência das classes abastadas, e o medo da classe média (por Michel Zaidan)