Retratos do tarifaço de Maurício Macri na Argentina (por Lara Aragão)

Elections-960x451

O bagulho tá tão louco que:

– Com os “tarifazos” (aumentos exorbitantes de contas de energia e água) tem família trabalhadora pagando pela luz o mesmo que eu pago de aluguel, que só não variou por causa do contrato.

– A conta de gás, que sofreu um aumento de 1300% nos últimos três anos, vai ter que ter um sistema de parcelamento pras pessoas pagaram parte dos valores mensais em quotas bimestrales – do contrário a empresa simplesmente quebraria por inadimplência, né.

– Eu comprei uma caixa de leite essa semana por 35 pesos. Na quarta passada tinha pagado 19. Isso só pra dar um exemplo bem rápido da variação dos preços.

– Há um ano e meio não existia a nota de 500 pesos. Hoje já está em circulação a de 1000.

– O sistema de transporte público sofreu uma reforma no seu sistema de pagamento que aumentou o preço da passagem. Hoje tá em 7,50. A SUBTE tá querendo aumentar pra 11 pesos em maio e 12,50 em junho. E é pouco provável que esses sejam os únicos aumentos do ano.

A política econômica de Macri é só mais uma das fartas provas de que a burguesia não sobreviveria um dia sem o Estado. O presidente e seus ministros corruptos preferem condenar o povo a miséria (e é literalmente) à tocar nos lucros e privilégios do empresariado e da elite agrária.

Por Lara Aragão.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s