Salários na União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS)

Na URSS existiam duas esferas de salário:

• Intelectuais
• trabalhadores

Tecnicamente os ditos intelectuais, trabalhavam na pesquisa de ponta dos avanços nacionais e tinham salário maior, porém sobre uma mesma faixa.

Ou seja, todos os engenheiros de cada área ganhavam o mesmo (e era assim com todas as profissões).

Os trabalhadores: aqueles que executam a mão de obra e serviços básicos, recebem todos o mesmo salário em sua profissão, não havendo diferenças entre local (por consumo). Ou seja, independente se sua fábrica produzisse acima da Meta ou vende-se, seu salário seria o mesmo. O que podia alterar o salário era o local de trabalho, pois ser operário na Sibéria era mais difícil do que ser operário em Moscou. Também não havia diferença salarial de trabalho ou contrato.

Os salários eram altos até, o que hoje nós consideraria-mos como mediano.

Porém, vale MUITO lembrar que nos países Socialistas, você só gasta com bens de consumo, pois o básico já lhe é gratuitamente garantido (moradia, saúde, e educação).

Por tanto seu salário serve apenas para compra de produtos e alimentos mais variados (bens de consumo).

Ou seja, imagine seu salário hoje sem ter de pagar: IPTU, IPVA, Convênio etc…

Não seria bem melhor? Pois é…

Obs: Não existem impostos sobre renda, alimentos, produtos etc em países Socialistas, apesar dos salários não serem estratosféricos;
O máximo que existiu foram impostos sobre alimentos e produtos periodicamente escassos colocados em momentos de crise (muitas vezes por conta de ataques militares) para reestruturar o país.

Muitos estudantes até jovens faziam parte do grupo intelectual e também recebiam por seus estudos bem aplicados.

Vinícius Dias de Souza


Mais informações:

https://www.marxists.org/portu…/tematica/rev_prob/…/vida.htm

https://www.marxists.org/portugues/tematica/…/manual/29.htm…


Adendos de Lucas Palma:

“Um adendo é que por conta da Economia Planificada, a URSS (Cuba, Ioguslávia e outros países socialistas) tinha uma política de emancipação econômica em relação ao imperialismo, então investia-se muito mais nas indústrias pesadas – como maquinário, siderurgia, indústria militar, infra estrutura (chamadas de “dinossauros de aço”) – do que nas de bens de consumo e entretenimento. Que foram realmente escassos, vezes mais, vezes menos, por toda a História da União Soviética – dando a falsa impressão de que era-se “pobre” em relação à classe média e alta dos países capitalistas.

Aí realmente faria “falta” a livre iniciativa de produção desses bens, mas é uma questão de ponderação do que é mais ou menos importante para o desenvolvimento da sociedade. Ao mesmo tempo, isso não era “maldade” das lideranças soviéticas, como parece pelo senso comum, e sim tinha um sentido e uma lógica dentro do Modo de Produção Socialista”.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s